SV roupa

‘Loja’ ao ar livre oferece roupas gratuitas a moradores de rua em São Vicente

Uma iniciativa social e solidária que começou na África do Sul, no ano passado, chegou este mês às cidades do litoral de São Paulo. A ação internacional The Street Store disponibiliza uma espécie de varal de roupas ao ar livre, onde a pessoa escolhe o que precisa, como se estivesse em uma loja, mas não precisa pagar nada. As peças são arrecadadas por meio de doações e a intenção é vestir moradores de rua.

Roupas ficaram expostas na Praça da Biquinha, em São Vicente (Foto: Jane Pangardi / Arquivo Pessoal)Roupas ficaram expostas na Praça da Biquinha
(Foto: Jane Pangardi/Arquivo Pessoal)

O primeiro “bazar” foi realizado no início de agosto por uma moradora de São Vicente, na própria cidade. A ideia conquistou seguidores e um outro grupo organizou, pela internet, um novo evento, marcado para este sábado (15), na Praça das Bandeiras, em Santos. Camisas, sapatos, roupas e outras peças estarão à disposição das 10h50 às 17h.

Embora o projeto seja social e totalmente voluntário, os envolvidos precisam seguir algumas regras e assinar um termo de compromisso online. Uma das condições é reunir o maior número de doações possível e disponibilizar as peças, novas ou usadas, em um local de fácil acesso, e de graça.

“Eu fiquei sabendo desse projeto pela internet e resolvi fazer em São Vicente. Nossa primeira loja foi um sucesso. Consegui arrecadar, só no meu prédio, cerca de dez sacos grandes, cheios de peças de roupa. Com a ajuda do meu marido, passamos alguns dias avisando os moradores e levamos tudo para a Praça da Biquinha. Deixamos à disposição de quem precisava”, explica a dona de casa Jane Pangardi, de 59 anos.

Moradores puderam escolher entre centenas de peças de roupas (Foto: Jane Pangardi / Arquivo Pessoal)Moradores puderam escolher entre centenas de peças (Foto: Jane Pangardi/Arquivo Pessoal)

Jane acredita que tenha conseguido arrecadar, com colegas de prédio e amigos, cerca de mil peças, ajudando, pelo menos, 60 moradores de rua. A loja foi montada em São Vicente no dia 5 de agosto.

Camisas sociais estavam entre as peças disponíveis (Foto: Jane Pangardi / Arquivo Pessoal)Camisas sociais estavam entre as peças
disponíveis (Foto: Jane Pangardi/Arquivo Pessoal)

“Como organizei tudo praticamente sozinha, apenas com a ajuda de amigos, foi muito bonito ver o resultado. Levei até um espelho para eles se olharem. Essas pessoas são um pouco ‘invisíveis’ para a sociedade e é emocionante lhes dar essa oportunidade”, conta Jane.

Para a dona de casa, a alegria estampada no rosto das pessoas trouxe a sensação de dever cumprido. “A primeira pergunta que eles me faziam é se eu estava vendendo as peças. Quando eu respondia que não, que era tudo para eles, de graça, era uma alegria. Foi bonito testemunhar as pessoas como se estivessem em uma loja, escolhendo, experimentando tênis, sandálias e até brinquedos. Com certeza, pretendo repetir a ação no próximo ano, mas ainda não tenho a data. Espero que essas iniciativas, para ajudar ao próximo, aumentem na região”, conclui.

Peças femininas foram maiorias na loja de São Vicente (Foto: Jane Pangardi / Arquivo Pessoal)
Peças femininas foram maioria na loja de São Vicente (Foto: Jane Pangardi/Arquivo Pessoal)
Fonte: G1.com



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com